Black Sabbath - Campo de Marte 11/10/13

Todo fã de Rock tem sonhos. Todos nós nos imaginamos vendo shows de nossas bandas preferidas, seja (elas quais forem), em qualquer lugar do mundo, num estádio gigantesco com uma abertura épica e no melhor show da vida.

Este que vos escreve já perdeu MUITOS shows e confesso que até ontem isso foi uma grande pedra no meu sapato. Perdi Roger Waters (duas vezes), AC/DC (só de lembrar já fico puto), Rush e outros vários, mas ontem vi algo que de fato mudou minha vida, ontem estava no Campo De Marte e tive a chance de ver o Black Sabbath.


Quando anunciaram a visita dos britânicos fiquei completamente extasiado e decidi que não perderia este show por nada, porém mais uma vez tinha um problema: O preço. Como o ingresso (pra variar) estava caríssimo, pedi para todos meus familiares, e quando parecia que ia não dar de jeito nenhum, meu pai financiou as melhores duas horas da minha vida.

Em relação às dúvidas quanto a qualidade do show confesso que nem cheguei a formular uma opinião sobre o assunto e o motivo é simples:  Desde criança ouvia falar nesses caras, sei a importância deles pra música e sabia da importância deles para minha formação. Se o show tivesse sido uma merda (coisa que de fato não foi), já estaria feliz, pois cumpri minha missão, eu tinha visto o Black Sabbath, mesmo que sem Bill Ward, se bem que me orgulho muito do estrago que Tommy Clufetos produziu

Voltando para show gostaria de fazer uma reclamação. Estava na pista normal, logo, quase não consegui me mexer (e falo sério), TINHA MUITA GENTE, tenho absoluta certeza de que o Campo de Marte não suportava aquela carga de visitantes, mais uma vez a organização deixou à desejar... Os únicos que foram bem tratados foram os endinheirados da pista premium, coisa que repito: DEVIA SER ABOLIDA DOS SHOWS.


Set List Megadeth:
''Hangar 18''
''Wake Up Dead''
''In My Darkest Our''
''She-Wolf''
''Sweating Bullets''
''Kingmaker''
''Tornado Of Souls''
''Symphony Of Destruction''
''Peace Sells''
''Holy Wars... The Punishment Due''


Voltando ao mais importante: O show foi fabuloso do começo ao fim, tirando todos os problemas de superlotação todos os presentes tiveram a oportunidade de ver algo épico, desde a abertura com um inspiradíssimo Megadeth, o público foi ao delírio, aliás devo ressaltar que o mestre Mustaine arrebentou, não só subiu praticamente no horário, como mais uma vez mostrou sua enorme presença de palco da maneira que só ele sabe, ao som de seus maiores clássicos, porém o Megadeth que me desculpe, estava à espera do Sabbath, e pouco depois das nove da noite ouvi a voz sádica de Ozzy ao microfone, e quando percebi já estava completamente estupefato ao som de ''War Pigs''

Ha algumas semanas postei a resenha do show do Iron Maiden e reclamei do som que estava baixo demais, se fosse reclamar do som de ontem teria que dizer que estava justamente o oposto disso, a jam estava completamente ensurdecedora. Com um instrumental padrão FIFA, um Ozzy produzindo belos vocais (aparentando estar felicíssimo), um Geezer Butler inspiradíssimo, um Clufetos que estraçalhou na bateria, e ele, o grande Tony Iommi, solando igual um lorde Inglês o público teve duas horas de pura queima de captação auditiva.

Logo depois de ''War Pigs'' me lembro que olhei para lado e notei a expressão das pessoas. Tinha uma mulher do meu lado que repetia a todo momento ''Cara nós estamos vendo o Black Sabbath''. Teve um na minha frente que olhava pra mim a cada 30 segundos e falava ''Não acredito nisso''.

De fato não sei nem como explicar o que aconteceu. Estava puto pela péssima organização e etc mas puta que pariu, quando o Sabbath entrou parecia que tinha 7 anos e estava vendo um DVD deles na televisão, foda-se os shows que perdi ou os que ainda vou perder, ONTEM VI O BLACK SABBATH, e confesso que até agora estou absolutamente atordoado.


Assim como os casos que citei acima, também mal acredito no que vi, foram mais de 10 horas em pé num sol bem razoável, escutando AC/DC durante umas quatro horas (pois aparentemente só tinha isso pra tocar), o que deixou todos nós que estávamos no recinto bem irritados (sim, nunca pensei reclamar do AC/DC), mas enfim, tudo isso foi perdoado quando o show começou.

Tive a honra de ver algo que pouquíssimos poderão ver, e meu amigo, se você não estava lá só posso lamentar, foi fantástico, minha ÚNICA queixa em relação ao show foi a falta de ''Sweet Leaf''', de resto só tenho elogios a tecer.

Gostaria de pedir desculpas por não ter fotos para ilustrar o post, estava impossível de se mover (como disse acima), e confesso que mal lembrei disso, estava completamente petrificado quando os caras entraram, porém precisava registrar algo sobre esse show, nunca me senti tão exaurido na vida, nunca me senti tão feliz, afinal, eu vi o Black Sabbath. 

Se com essa idade os caras fazem isso imaginem nos bons tempos?! Vou escrever até no meu curriculum: ''Sem experiência profissional, porém vi o Black Sabbath e vi Tommy Clufetos me fazer esquecer do Bill Ward''. E parafraseando o público que estava no Campo de Marte: ''Olê Olê Olê Olá Sabbath, Sabbath!


Set List Black Sabbath:
''War Pigs''
''Into The Void''
''Under The Sun''
''Snowblind''
''Age Of Reason''
''Black Sabbath''
''Behind The Wall Of Sleep''
''N.I.B.''
''End Of The Beginning''
''Fairies Wear Boots''
''Rat Salad/solo de bateria''
''Iron Man''
''God Is Dead?''
''Dirty Women''
''Children Of The Grave''
Bis:
''Paranoid''
Intro de ''Sabbath Bloody Sabbath''


2 comentários:

  1. Ótimo texto meu velho. Meus parabéns por ter ido ao show e ter visto a banda, isso é algo fantástico mesmo. Eu também consegui ver o Dio tocando aqui no RJ duas vezes e foi extraordinário, por isso sei mais ou menos o que você sentiu nesse dia, e infelizmente o Dio morreu, e infelizmente o Black Sabbath também vai morrer, dentro de alguns meses. Se houver o término definitivo dessa vez, é quase certo o motivo ser o Tony Iommi, que sabemos está se tratando contra um tipo de câncer. O que não sabemos é como a doença está no corpo dele, e sinceramente eu creio que ele vai querer terminar os seus últimos dias ao lado da sua família, e não em viagem por alguma turnê mundial. De toda forma fica a nossa torcida por ele que nos deus tantas alegrias e tantos presentes sonoros. Bem vou indo......Grande abraço do Bárbaro.

    ResponderExcluir
  2. Valeu demais cara, o Dio infelizmente não consegui ver, mas deve ter sido fantástico também... É foda que você vai vendo as coisas chegarem ao fim, mas a renovação vai rolar com o tempo, e o Iommi merece um break, muitos anos na labuta! hahaha

    ResponderExcluir