Led Zeppelin - How The West Was Won

Sempre nutri grande respeito e admiração por discos longos, mas o único problema disso tudo é que como tenho nos '60 e '70 o meu maior espelho musical, e naquele tempo os LP's não costumavam passar dos 40 minutos, muitas das minhas bandas preferidas me chamaram atenção justamente pelo cavalgar lento e arrastado de sua música.

Grupos como Led Zeppelin e Black Sabbath pareciam dar valor ao meu tempo. Tenho uma satisfação diferente quando escuto o som desses caras. A levada dopada, o peso, as toneladas de distorção, são discos que são curtos mas que demoram pra passar, você degusta cada segundo e isso nunca é ruim, mesmo que existam trabalhos longos (e curtos também), que pareçam levar um dia todo para acabar... Mas com o tempo a levada arrastada vai passando mais rápida, você se habitua a escutar aquilo de tal maneira que precisa apelar.


E é ai que os discos ao vivo caem como uma luva. Hoje um live não passa de duas horas, e isso quando chega a tanto, mas nos anos setenta tivemos centenas de relatos sobre shows que romperam a barreira das cinco, seis horas (!) Bandas como Allman Brothers, Ten Years After, Traffic (isso só pra citar alguns). Você coloca alguns desses exemplares na vitrola e deseja que eles durem para sempre, e alguns deles tentaram cumprir tal tarefa.

Mas de todas as bandas que citei, existe uma que parece brincar com meus sentimentos de forma mais exacerbada, falo do grandioso dirigível do Led Zeppelin. Toda vez que escuto os discos de estúdio dos Britânicos fico com a sensação de que a coisa só começa a tomar proporções mais grandiosas quando o disco acaba, e caso os discos de estúdio do Led estejam acabando ''rápido demais'' para vocês também, escutem o ''How The West Was Won'' (lançado em 2003) e aproveitam a longa trip, em estúdio era só um tira gosto, aqui são duas horas e meia.

Line Up:
John Bonham (bateria/vocal)
Robert Plant (vocal/gaita)
Jimmy Page (violão/guitarra/vocal)
John Paul Jones (baixo/teclado/vocal)



Track List CD 1:
''LA Drone''
''Immigrant Song''
''Heartbreaker''
''Black Dog''
''Over The Hills And Far Away''
''Since I've Been Loving You''
''Stairway To Heaven''
''Going To California''
''That's The Way''
''Bron-Yr-Aur Stomp


Track List CD 2:
''Dazed And Confused''/''Walter's Walk''/''The Crunge''
''What Is And What Should Never Be''
''Dancing Days''
''Moby Dick''


Track List CD 3:
''Whole Lotta Love''/''Boogie Chillun''/''Let's Have A Party''/''Hello Marylou''/''Going Down Slow''
''Rock And Roll''
''The Ocean''
''Bring On Home''/''Bring It On Back''


O Led não tem um disco ruim, pessoalmente meu preferido é o primeiro, mas todos são muito bons. Mas é o que foi relatado no começo do texto, todos param de tocar na marca dos 40 ou 45 do segundo tempo, mas não este aqui, não ''How The West Was Won''.

Esse registro é um album triplo que pega a banda em seu auge, com duas performances datadas de 1972, uma no LA Forum no dia 25 de junho e outra na Long Beach Arena, dois dias depois, já no vigésimo sétimo do mesmo mês. Esse aqui em especial possuo em material físico e tanto a qualidade de som, como o repertório, passando pela ótima finalização da caixinha, são fantásticos, aliás essa é outra arte que o Sr. Page domina como poucos, quando ele senta pra ver o que o Led ainda guarda no estoque só sai filé, e esse é um dos maiores.


Costumo nem entrar na discussão de que iguais a este devem ter muito mais dentro da reserva do grupo, e quem já ouviu o que sai dessa trinca concorda comigo, chega a ser um pecado não lançar shows deste porte. O set List é um dos mais completos que o Zeppelin já apresentou ao vivo, o primeiro disco é demencial, olha essa sequência:

''Heartbreaker''
''Black Dog''
''Over The Hills And Far Away''
''Since I've Been Loving You''
''Stairway To Heaven''
''Going To California''

E a banda então nem se fala, John Paul Jones, o baixista que mais sofreu Bullying na história da música, segue no topo de seu jogo, e como era de praxe, se desdobra entre teclado e as quatro cordas, é de fato impressionante. Durante o disco todo, se você procurar o som do baixo ele está sempre lá, mesmo que Bonham, talvez o baterista mais cavalo que já tenha vivido, faça de tudo para abafar o groove da cozinha virtuosa deste brilhante músico.

Isso sem contar a dupla Plant-Paige, um mostra por que é tido como uma das maiores vozes do Rock, e seu comparsa faz várias peripécias, entre duelos com Plant e solos divinos, ainda arrumando tempo para administrar Medleys incríveis, alguns chegando a faixa dos vinte cinco minutos, e extendendo temas que mesmo sendo curtos em estúdio, os fãs sabiam que ao vivo podiam render muito mais caldo.

E a banda com plena consciência disso tira leite de pedra com os quase vinte minutos de ''Moby Dick''. Só ''Stairway To Heaven'' que não passou muito do original, mas que exibição, a bateria bate no peito! Compre, roube, baixe, afinal isso é Led, e como se não bastasse, ao vivo.

0 comentários: