Marvin Gaye - What's Going On

Quando o mundo está um caos se espera que os órgãos responsáveis tomem uma providência para mudar tal situação. Porém não é novidade dentro dos livros de história que isso nunca acontece, então cabe às pessoas irem pra rua, cabe aos músicos cantarem sobre isso, cabe aos cineastas ilustrarem os rolos de filme, aos poetas... Alguém tem que fazer alguma coisa, alguém tem que ser o estopim para que algo aconteça, mesmo que seja com uma ''simples'' canção.

Se ninguém faz nada cabe à música a difícil tarefa de guiar o mundo para sua utopia, cabe ao Groove de cada dia abrir os olhos, ouvidos e mentes de cada um de nós quando o poder não o faz. O desespero toma conta das mentes criativas, a tal ponto que temos discos seminais sobre nossa existência, retratos tristes porém geniais de nossa própria ignorância, como o décimo primeiro disco de estúdio de Marvin Gaye, o clássico ''What's Going On'' lançado em 1971.


Track List:
''What's Going On''
''What's Happening Brother''
''Flyin' High (In The Friendly Sky)''
''Save The Children''
''God Is Love''
''Mercy Mercy Me (The Ecology)''
''Right On''
''Wholy Holy''
''Inner City Blues (Make Me Wanna Holler)''


A banda que toca por trás deste disco é imensa, aliás ao escutar o CD dá pra perceber isso, a perfeição fez escala por aqui, chamar de banda chega a ser um sacrilégio, isso é um orquestra de Soul. Ainda sobre a banda, vale a pena ressaltar os saudosos Funk Brothers, o grupo que fez o instrumental da Motown durante séculos e que apesar de muitos conhecerem, nunca foi creditado nos discos, mas aqui isso acabou, aqui grande nomes como James Jamerson compraram sua carta de alforria e finalmente tiveram seus nome no verso de um LP!


Acho que de tudo que Marvin produziu este disco é o que mais atinge as pessoas. Não se engane pelo exterior repleto de Funk ou pelos arranjos magistrais, o conteúdo das letras é voraz, acredite, por mais calma e sublime que a voz do americano pareça, o assunto é sério e atinge seus ouvidos como um soco na boca patrocinado pelos cofres da Motown.

Na época que este disco foi gravado, Marvin se encontrava num estado de tristeza e inconformismo deveras acentuado e o motivo era a guerra do Vietnã, responsável por dizimar milhões de soldados americanos. Isso fora o caos que estava nas ruas e os gastos exorbitantes do governo.

O desespero foi tanto que o americano resolveu atirar para todos os lados. Por mais que o tempo seja curto, em menos de 40 minutos, Gaye despeja todas suas frustrações perante tudo que o incomodava, ninguém escapou, o cantor não se limitou a falar apenas da guerra que assolava seu coração, mas aproveitou também para apontar os erros de todo o sistema em escala mundial, não restou pedra sobre pedra.


O disco começa com o maior single deste disco e um dos maiores da carreira do Soul Man, a faixa que nomeia este trabalho, What's Going On, tema que carrega uma das entradas mais marcantes da indústria fonográfica.

''Mother, Mother
There's Too Many Of You Crying''


Sinta o sentimento em cada sílaba. A cada verso temos um retrato do que se passava na época, a cada palavra que sai dos lábios do americano o senhor começa a imaginar... Ouvindo fragmentos como o citado acima é impossível não pensar nas milhares de mães que enterraram seus filhos.

Que inverteram o sentido da vida, que ficaram a mercê de uma bala. Veja ''What's Happening Brother'' e ateste você mesmo todo o conformismo das pessoas, a confusão não só mental mas emocional em que todos estavam inseridos, sem empregos, dinheiro, comida e família, o colapso está presente em cada linha.

''Hey Man I Just Don't Understand
What's Goin' On Across This Land
Ah, What's Happenin' Brother
Hey, What's Happenin', What's Happenin' My Friend''


A cada segundo sua mente segue registrando mais e mais pensamentos. Agora, todas as indagações e dúvidas de Marvin são suas também, a partir de agora seu peito fica mais apertado, você quer respostas, sua mente imagina coisas terríveis...

Seus ouvidos percebem que isso tem um teor atual altíssimo, retratam não só o antigo mas também o novo,  e ''Flyin' High (In The Friendly Sky)'', ''Save The Children'', ''God Is Love'', TUDO, é um grito desesperado de ajuda, é a demonstração mais humilde e complexa de um homem que quer respostas, que acima de tudo não deseja guerra, não semeia o caos, semeia o amor, mas até para quem tenta amar é difícil, em alguns momentos até o poeta parece desistir.


''I Just Want To Ask A Question
Who Really Cares ?
To Save A World In Dispair''
There''ll Come A Time When The World Won't Be Singin'
Flowers Won't Grow, Bells Won't Be Ringin'
Who Really Cares ?
Who's Willing To Try To Save A World
That's Destined To Die''


Chega uma hora que você quer se proteger de tudo isso e momentos como ''Mercy Mercy Me (The Ecology)'' ilustram isso, quem quer viver num mundo assim? Sobra até pra Ecologia, afinal de contas onde estará o azul do céu quando tudo ficar cinza?

Em vez do vestibular ficar cobrando Matemática, Física, Química e sua turma, eles deviam cobrar coisas assim, nem que fosse de uma maneira interdisciplinar, veja a atualidade deste assunto meu amigo, é desesperador, e olha que estávamos na década de 70 quando isso foi pra praça! Marvin definitivamente estava a frente de seu tempo!

Tente espairecer, sei que Gaye não economiza em momento algum, mas pelo menos tente sentir a cozinha, admire a flauta de ''Right On'', tente imaginar um milagre com ''Wholy Holy'' ou tome uma atitude e levante-se, vá em busca de soluções, que não são só pra você, são para todos nós.

Sei que muitos fingem se importar e já atingiram um estado de latência ímpar, mas tente pensar no conjunto, esqueça o conformismo e a alienação, mas antes espere, ainda temos o linguajar lindíssimo de ''Inner City Blues (Make Me Wanna Holler)''. Eis um disco que é capaz de mudar uma vida!

0 comentários: