Vox Sambou: levando o batuque negreiro até o Zé Presidente

A música é um signo que gera significado. Resgata mazelas anteriores e tenta reparar danos, mostrar um novo lado que outrora passou batido e assim, lutar para que algo realmente se manifeste positivamente.


Só que a revolução não será televisionada meu amigo, já dizia Gil Scott-Heron, por isso que a solução é pegar direto da fonte, a solução é chegar no espaço Zé Presidente e filosofar com o Vox Sambou. É hora de compreender por A + B como um haitiano fez escala do Canadá para o Brasil e se sente em casa para abordar tudo que ele sentiu na pele.


O beat vai cantar. A escola de Rap com Reggae, música africana, Jazz e letras ácidas, surgirá como revolução e ainda contará com a participação do Rael da Rima e de seu comparsa, o Gasper, do Z'África Brasil. Vale lembrar também, que além de uma grande celebração sonora-política, que esse show também marcará pelo lançamento do disco ''The Brazil Session''.

Para mais informações visite o link do evento e chegue cedo para não perder a palavra do criador de todo esse universo. Os versos são livres, a lírica é de luta e o resultado começa a se espalhar pela cena, portanto, não vacile.


O Zé Presidente bancará o groove e ainda encerrará a noite com um set de respeito. O pessoal da Rádio Good Stuff (Funky B + Guizera), samplearão a trilha da noite e as notas só irão cessar quando o DJ Hey Chapa ficar sem beats. Será uma longa noite!

0 comentários: