The Cactus Channel & Chet Faker - Kill The Doubt

Com tanta coisa acontecendo e em meio a tantos bombardeios sonoros, é bastante comum absorver ''informação demais'' de vez em quando. É como sacar duas bandas em parceria, sendo que você só manja uma, ou ser surpreendido por um lançamento que saiu do nada e chegou aos seus ouvidos de uma forma que você nem sabe como.


Toda essa desordem é causada por apenas um botão. É tudo culpa do play. Em diversos momentos estamos bem, apreciando um som tranquilo e do nada descobrimos que acabou de sair um novo trampo e aí a good vibe some e é trocada pela correria.


São poucos minutos de confusão, no fim das contas basta ouvir esse novo elemento desconhecido que a pressão fica normal, a vida fica na velocidade certa e tudo volta para os trilhos. Rapaz, todo esse relato confuso e inexato foi a base de tudo que baseou minhas audições para ''Kill The Doubt'', excelente compacto (lançado dia 18 de setembro de 2015), do The Cactus Channel. Chapadíssimo groove australiano que conta com a participação de Chet Faker nas vozes de 2 novos grooves.

Line Up:
Darvid Thor (guitarra)
Henry Jenkins (baixo)
Hudson Whitlock (bateria/percussão)
Lewis Coleman (guitarra)
Campbell Wheeler (saxofone)
Callum Riley (órgão/percussão)
Felix Watson (trompete)
Kate Charlwood (saxofone)
Lauren Mullarvey (saxofone)
Daniel Sutton (trompete/percussão)
Chet Faker (vocal)



Track List:
''Kill The Doubt''
''Sleeping Alone''


Acompanhar a carreira do Chet Faker é meio engraçado. Em alguns momentos ficamos 6 meses sem atualização, mas do nada somos surpreendidos com este fantástico compacto e um anuncio para um novo EP entre sua persona e mais um australiano, seu brother, o Flume.

Só que não se engane, quando o cidadão lança algo, pode ter certeza de que o feeling perfeccionista fez escala no estúdio. Quer um exemplo? Para a conclusão desses quase 8 minutos de sublime musicalidade, foram necessários 2 anos de gravação.

Por isso que a faixa título surge tão exata. ''Kill The Doubt'' abusa do feeling Funky e chill out que o combo de dez músicos que formam a The Cactus Channel emanam, Os arranjos são grandiosos. O trompete explora um amor platônico com o sax, as guitarras surgem livres como crianças correndo num parque e o baixo soma com tudo, até no órgão e na percussão.



Se você montar uma playlist, a experiência é tão fluente que se confunde e ao fim da faixa título, parece que ''Sleeping Alone'' não existe, é tudo uma música só. A voz de Chet Faker é um mimo extra, a iniciativa é toda dos caras do Cactus Channel e espero que esses sons façam barulho na cena e levem esse nome para os ouvidos do grande público.

As turbinas voltaram a aquecer, essa gravação é um sopro de renovação e ar fresco para que o barbudo embarque em novas trips criativas com o reverendo Flume, e solamente claro. A inspiração voltou, as duas letras (de autoria do senhor Faker) se encaixaram perfeitamente no som, a segunda então... Essa Austrália é linda demais! ''My friends might wasted, but i'm happy at home''.

0 comentários: