Nunca fiz uma Playlist no Spotify #11 - A vida sem Groove seria um erro

Nietzsche já dizia:: "a vida sem música seria um erro". O que impressiona este que vos resenha é que com toda a sorte de filósofos que dizem entender alguma coisa sobre este meliante prussiano, vale ressaltar que nenhum deles jamais deu a devida atenção para essa passagem.

Observem meus caros, quando Friedrich, ou "Fredão da fala difícil" (para os íntimos), chega com esse questionamento, o ponto crucial de sua complexa dialética é salientar que sem groove, ah meu caro, sem groove vai dar merda.


Por isso, para não só encerrar as nossas playlists para esse ano de 2017, apenas no aguardo da virada pra postar a lista de melhores discos dos últimos 365 dias do Macrocefalia Musical, nada mais justo do que ajudar os brothers a serem compreendidos.

O resultado desse brainstorming? Quase duas horas e 10 minutos de altos loops Funkeados. Venha filosofar você também, galego, é de grátis.

Não se esqueça de sacar os outros sets. É isso: fogo na bomba.

1) Groove de alta patente
2) Abraxas
3) Welcome to Jamaica
4) Stevie Ray Vaughan SRV
5) Sexta-feira
6) Lavar a louça
7) Correndo pra chegar no trampo
8) Frank Zappa for President
9) Chill Out motherfucker
10) O Groove é o mais puro veneno

0 comentários:

Nunca fiz uma playlist no Spotify #10 - O groove é o mais puro veneno

O baixo sempre foi um instrumento de suma importância quando o assunto é um groove de alta patente e sustância. É diretamente da força do grave de 4, 5 ou 6 cordas (e alavanca se você for o Les Claypool), que sai toda a espinha dorsal do som, e rapaz, quando o slap é bem feito, o baque é outro nível.

Nomes como Stanley Clarke, Jeff Berlin, Marcus Miller e tantos outros nos mostram como o baixo está longe de ser apenas um pífio elemento da parede sonora de qualquer banda mais ou menos.


Quando bem tocado, não existe guitarra que segure essa onda, o som encorpado é praticamente auto suficiente e seu dinamismo, muitas das vezes, torna-se incalculável perante a estética e coesão sonora.

Por isso, para ressaltar os benefícios daquela grooveria eletroacústica, a playlist de número #9 da nossa série "Nunca Fiz uma Playlist no Spotify", conta com 30 takes onde o baixo é o "crème de la crème", o prato principal do som, o elemento crucial para que qualquer som consiga ao menos virar a esquina e tomar uma cerveja fretless.

2 comentários: