Criterion Of The senses: o Ed Motta continua descolado

Existe uma linha tênue entre um groove e um som quadrado. Um improviso que peca pelo excesso e uma linha de baixo que chega classuda, chamando você pra dançar. A música é uma experiência e em diferentes fases da carreira, os músicos encontram novos caminhos, estéticas e grooves.


É notável como o Ed Motta continua explorando a sua veia Funk/Soul numa estrada que já compreende 15 discos de estúdio e mais de 30 anos de baile. 


Sua discografia caminha por diversos estilos, mas é importante perceber como sua música mudou, sempre rumo ao caminho de tudo que ele pregou: goove, bom gosto e eloquência. Em poucas palavras: Criterion Of The Senses, o décimo quinto disco de inéditas do carioca, lançado dia 21 de setembro de 2018 (pela Must Have Records/Membran Entertainment Group). 

Arte: Edna Lopes

Track List:
"Lot Connection To Prague"
"Sweetest Berry"
"Novice Never Notice"
"The Required Dress Code"
"X1 in Test"
"The Tiki's Broken There"
"Your Satisfaction Is Mine"
"Shoulder Pads"


Gravado no Rio de Janeiro, esse trabalho fecha a trilogia que Ed começou em 2013 com o lançamento de "AOR" e sua sólida sequência, já em 2016, com "Perpetual Gateways". O conteúdo dessa gravação mantém a linha dos sofisticadíssimos arranjos de City Pop e Yatch Rock que o músico tanto admira, além de contar com elementos do Funk, R&B e aquele Groove West-Coast para criar uma roupagem genuína e elegante.

Em seu terceiro disco consecutivo cantando em inglês, o trabalho de Ed como compositor também se transformou num importante pilar para o sucesso de seus discos nessa fase. Se aproveitando dos maneirismos descolados da língua inglesa para deixar o seu som ainda mais atraente, o músico enriquece os ouvidos do ouvinte com um trabalho impecável na instrumentação.


São 8 temas e pouco menos de 35 minutos de som, mas acredite, o trabalho de produção foi muito bem feito. É perceptível como cada detalhe foi trabalhado e a cada faixa todo esse cuidado recompensa o ouvinte em diferentes momentos, como em "Lost Connection To Prague" e sua guitarra no melhor estilo Jeff "Skunk" Baxter, cortesia de Tiago Arruda.

"Sweetest Berry" oferece um romântico Soul, enquanto "Novice Never Notice" caminha num Jazz-Funk, esperando a classe de "The Required Dress Code". Tem elementos de Sci-Fi em "X1 in Test", um belíssimo dueto ao lado da vocalista Cidália Castro em "The Tiki's Broken There" e a radiofônica "Shoulder Pads".

Um disco muito além dos 35 minutos que o compreendem. Um disco que vai além do que o grande público brasileiro não só espera, mas consome. Um trabalho que justifica todo a relevância internacional do músico nos últimos anos.

0 comentários: