Traz pra mim Marquinho: O groove do aminoácido chegou em São Paulo

Uma das bandas mais inventivas que surgiram no cenário independente nacional nos últimos anos, o Aminoácido, combo radicado em Londrina - mas que jura ter vindo de outro corpo celeste - o planeta Kepler, está dando o que falar na cena.

Enquanto a origem do grupo é estudada pela NASA, a banda se mostra focada em apenas um objetivo: o groove interplanetário. O crème de la crème, como diriam os franceses, o groove é aquela fagulha que tira o som do lugar comum e faz a plateia pulsar.

Sem groove não tem como e a curta carreira do Aminoácido representa um laboratório de experimentos Funkeados que já conta com 2 capítulos dedicados ao elixir máximo do swing. O primeiro deles, o elogiado "Meticuloso" saiu em 2017 e ano passado o grupo deu mais um passo rumo ao balanço perpétuo com o lançamento do excelente "Sem Açúcar".

Foto: Lucas Klepa
E foi justamente esse disco que foi o responsável por colocar o grupo no radar dos principais festivais do calendário independente. Com 3 anos de correria, o esforço dos caras começou a dar frutos e hoje o grupo coleciona passagens em festivais como o Psicodália (SC), Bem Ali (TO) e Demo Sul (PR), só para citar alguns exemplos.

A evolução dos músicos é notável. No primeiro disco a banda era praticamente um combo instrumental. O foco, a perícia e o entrosamento cirúrgico dos músicos envolvidos expandiu o som de tal maneira que o segundo trabalho chega até a representar um ruptura com o primeiro. 

Em função de contar com mais passagens cantadas, além de apresentar um grande trabalho vocal que evidenciou o ácido humor da banda, a dinâmica dos sons continuou evoluindo e hoje o grupo conta até com um saxofone em seus shows ao vivo.


E com a gravação do aguardo terceiro disco de estúdio batendo à porta, o grupo conseguiu sair do eixo habitual de suas tours e já vai começar o ano de 2019 fazendo sua estréia com 2 shows em São Paulo.

Na busca por novos ouvidos sedentos por groove, Frank Zappa e psicodelia a banda toca na Casa do Mancha no dia 19 de janeiro junto com a banda Leza e na Avenida Paulista no dia seguinte mesmo, dia 20, ao lado da galera do Monstro Amigo. Trata-se de uma grande oportunidade para pegar os caras ao vivo, até pra ter certeza se eles são desse planeta mesmo.

Não vacila não, papai.

Serviço: Aminoácido na Casa do Mancha
Onde: Rua Felipe de Alcaçova, 89
Quando: Dia 19/01
Horário: 21:00
Preço: R$ 20,00 TÁOKEIS
Evento no Facebook: Aminoácido & Leza


0 comentários: