The Dark Side Of The Moon - Os Bastidores da Obra-Prima do Pink Floyd

O ''Dark Side Of The Moon'' é um disco que representa grande parte do que eu sou como ouvinte. E da mesma forma que esse LP é importante para este que vos escreve, isso também se aplica aos milhares fãs da banda ao redor do mundo.

Com tudo isso em mente, nota-se que uma resenha que contemple esse clássico só será feita quando conseguir encontrar exatamente o que quero dizer, e compreender a grandiosidade de um disco que segue tocando as pessoas de uma forma quase infinita, desde seu lançamento em 1973.

E dentro do que o Pink Floyd possui em conteúdo literário, um dos livros que melhor elucida a grandeza dessa gravação é o ''The Dark Side Of The Moon - Os Bastidores da Obra Prima do Pink Floyd'', lançado em 2006.


Esse livro é mais um relato que graças a uma editora com visão - neste caso a Zahar - foi traduzido para nossa língua. E nele, além de uma introdução sobre o começo do Pink Floyd - com os já conhecidos problemas de LSD que vitimaram a cabeça de Syd Barrett - temos um retrato bem claro e interessante à respeito da evolução da banda, desde a entrada de David Gilmour até o ápice que configura o The Dark Side Of The Moon.

Temos a narração de todo o longo processo criativo que permeou o LP, além das várias e desgastantes horas de gravações para a conclusão de um dos discos mais vendidos na história da música. Parece até que tinha uma câmera escondida nos porões da Abbey Road.


São 224 páginas de pura informação. Além dessa cobertura que foca nesse disco, temos também um resumo do que aconteceu depois, detalhando um pouco dos próximos clássicos que surgiram depois e que culminaram no desgaste que atrapalhou - as relações outrora harmônicas - entre os membros da banda. Tudo isso recheado de fotos, curiosidades e uma linda finalização artística.

Esse livro é difícil de ser encontrado nas lojas, mas na internet é bem tranquilo. No Submarino, por exemplo, é possível encontrar o mesmo exemplar por cerca de 30 cruzeiros. É um ótimo diário de bordo.

0 comentários: